Quais são as melhores atitudes para passar pelas contas do começo do ano mesmo com dívidas do ano que passou?

Figura1

O fim do ano está próximo. Logo após as festas, a situação é a mesma para muitas famílias brasileiras: um grande número de dívidas do final do ano anterior soma-se às contas e despesas típicas dos primeiros meses. Por isso, confira cinco dicas para se preparar financeiramente para 2016.

1. É mais vantagem pagar as dívidas do final de ano ou as contas do começo?
Priorize o pagamento das dívidas antigas. Geralmente elas têm mais juros. Se você pretende atrasar o pagamento das despesas, a dica é tentar renegociar ou atrasar aquela que acarretar menos problemas. O ideal é priorizar as despesas mais pesadas e com mais juros, mas renegociar tudo para não ficar pagando juros e “empurrando” a dívida;

2. É melhor pagar o IPVA à vista ou a prazo?
Prefira sempre pagar à vista. Mas se você está com dívidas neste começo de ano, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos é uma das contas que podem ser deixadas para pagar a prazo. Alguns especialistas, aliás, acreditam que não vale a pena ficar com o bolso apertado para pagar o imposto de uma só vez, se o desconto para o pagamento à vista não for maior que 9%;

3. E o IPTU?
Assim como o IPVA, o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano depende da cidade onde o imóvel está localizado e é calculado sobre o valor da propriedade. Por ser, geralmente, um valor pequeno, vale mais a pena pagar à vista, com desconto;

4. E o material escolar dos filhos?
Comprar todos os materiais na mesma loja, após uma boa pesquisa, ajuda. Mas, se você tiver dinheiro para pagar à vista, pesquise em várias lojas e compre os itens em lugares diferentes, com preços menores.

Algumas escolas exigem que o material seja comprado no próprio estabelecimento ou em alguma loja específica. Na prática, essa exigência não tem valor. De acordo com o Procon, é obrigação da escola fornecer a lista de material para os pais comprarem em qualquer lugar;

5. Qual a dica de economia para que o sufoco dessa época não se repita no próximo ano?

Se o aperto no ano seguinte já é previsto, por que não se preparar? Faça um planejamento: poupe dinheiro ao longo do ano para este momento e reserve o 13º salário para o pagamento de algumas despesas.
A maioria dos analistas e economistas acredita que em 2016 teremos um ano sob o ponto de vista econômico ainda mais delicado do que 2015. A maior dica é gastar com consciência, não assumindo dívidas de valores substanciais e com duração de longo prazo.

Fonte: Consumidor Consciente

 

credito pessoal credpit

Avatar photo

Postado por Blog Sicoob Credpit

Este blog é um canal de comunicação oficial do Sicoob Credpit - www.sicoobcredpit.com.br