Problemas com o CPF podem gerar a suspensão do documento, o que pode ocasionar uma série de situações desagradáveis no dia a dia. Confira alguns exemplos:

  • abrir conta corrente;
  • fazer empréstimos;
  • tirar passaporte;
  • participar de concursos públicos;
  • comprar ou vender imóvel;
  • contratar financiamento;
  • receber a aposentadoria.

Status do CPF: qual a sua situação?
Ao pesquisar o status do CPF, no site da Receita Federal, o contribuinte poderá estar enquadrado em uma das cinco situações cadastrais:

  • Regular: quando não há nenhuma pendência no cadastro do contribuinte.
  • Pendente de Regularização: quando o contribuinte deixou de entregar alguma Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF) a que estava obrigado em pelo menos um dos últimos cinco anos.
  • Suspenso: quando o cadastro do contribuinte está incorreto ou incompleto. Em muitos casos, o motivo que leva o CPF a ficar suspenso está ligado com o Título de Eleitor. Isso acontece porque a Receita Federal alinha seus dados com as informações da Justiça Eleitoral.
  • Cancelado: quando o CPF foi cancelado em virtude de multiplicidade de inscrições ou por decisão administrativa ou judicial.
  • Titular falecido: quando foi constatado o falecimento do contribuinte.
  • Nulo: quando foi constatada fraude na inscrição e o CPF foi anulado.

Para regularizar CPF, siga as instruções da página da Receita Federal, neste link.

 

Fonte: Finanças Práticas

 

 

 

 

 

Blog Sicoob Credpit

Postado por Blog Sicoob Credpit

Este blog é um canal de comunicação oficial do Sicoob Credpit - www.sicoobcredpit.com.br

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *