Neste mês acontece o Outubro Rosa. O mês é celebrado anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

É durante o Outubro Rosa que as pessoas costumam obter mais informações sobre a doença que só cresce no Brasil.

Neste post, desvendamos alguns mitos e confirmamos algumas verdades sobre o câncer de mama, confira:

  1. Um tumor pode ser causado por um trauma, por exemplo, uma pancada durante uma batida de automóvel. Mito – A batida pode formar uma massa, que, em exames rotineiros, se assemelha a um tumor, mas é benigno.
  2. Algumas mulheres da minha família tiveram câncer de mama. Por isso, corro mais riscos. Verdade – Ter mãe, irmã ou filha com câncer de mama aumenta o risco em 80%. Há um teste que mostra se há mutações genéticas
  3. Desodorante antitranspirante pode causar câncer de mama. Mito – Esse é um boato que circula na Internet, mas nada tem de verdadeiro. Na axila não existem células mamárias. Não existem pesquisas ou estudos que demonstrem haver qualquer ligação entre as duas coisas. O que pode acontecer é a obstrução de algumas glândulas sudoríparas, mas isso não afeta a mama.
  4. Não tenho histórico familiar. Nunca terei tumores nos seios. Mito – Nenhuma mulher está imune ao câncer de mama. O risco básico de qualquer uma de nós desenvolver esse tipo de tumor é de 12%, mesmo sem casos na família. Uma em cada oito brasileiras de até 70 anos vai ter a doença.
  5. É melhor ter vários nódulos na mama que um só. Mito – Estudos indicam que o fato de ter um ou vários nódulos não influencia na gravidade da doença. É importante lembrar também que nódulo nem sempre é câncer
  6. Fazer mamografia todos os anos é necessário para detectar tumores. Verdade – A mamografia é a principal forma de diagnóstico precoce da doença. Quem tem histórico familiar deve fazer o exame a partir dos 25 anos. As demais, após os 40. O diagnóstico precoce é fundamental para aumentar as chances de cura.
  7. Se eu faço o autoexame de mamas todos os meses não preciso fazer mamografia. Mito – Normalmente, se você fizer o autoexame todos os meses e visitar o seu médico anualmente, uma mamografia por ano é suficiente. Nem o autoexame, nem o exame clínico, nem a mamografia são eficientes sozinhos.
  8. Emoções negativas como estresse, mágoas e raiva podem causar câncer. Mito – Nenhum tipo de câncer surge a partir de sentimentos negativos. Por mais profunda que seja sua mágoa, tristeza ou depressão, essas emoções não têm a capacidade de se transformar em tumores.
  9. A radiação emitida pela mamografia causa câncer. Meia verdade – A exposição a qualquer tipo de radiação irá expô-la a riscos de câncer em geral, porém a quantidade de radiação de uma mamografia é relativamente baixa. A mamografia continua sendo a melhor ferramenta para detecção do câncer de mama.
  10. Mulheres obesas ficam mais suscetíveis à doença. Verdade – O excesso de peso é prejudicial porque o tecido gorduroso aumenta os níveis de estrogênio.
  11. Amamentar protege a mama do câncer. Verdade – Quando o bebê mama, as células mamárias ficam produzindo leite e se multiplicam menos, o que reduz o risco de contrair a doença.
  12. A terapia de reposição hormonal pode ser um fator de risco. Verdade – A terapia costuma ser usada em mulheres na pós-menopausa para melhorar os sintomas do climatério e reduzir a osteoporose. Porém, o uso de estrogênio e progesterona compromete as alterações que as glândulas mamárias sofrem com o avançar da idade. Isso aumenta o risco de câncer de mama quando o uso é por tempo prolongado.
  13. É prejudicial ao bebê continuar amamentando se existe suspeita de câncer de mama. Mito – Pode se amamentar durante a realização de exames de diagnóstico para o câncer, como mamografia, raios X, tomografia computadorizada, ressonância magnética, ultrassom e biópsia. As células cancerosas não passam para o bebê através do leite materno.
  14. Anticoncepcionais que interrompem a menstruação são eficazes na prevenção do câncer de mama. Meia verdade – “Esse tipo de anticoncepcional tem sido altamente positivo no combate ao câncer de colo de útero. Contudo, em casos de câncer de mama, ainda não foi feito um estudo definitivo sobre a eficácia”, esclarece o oncologista Sérgio Simon.
  15. O câncer tem cura. Verdade – Embora a medicina mencione que o tratamento deve ser individualizado e que cada paciente responde de maneira particular às terapias, o câncer é curável, desde que diagnosticado precocemente e acompanhado corretamente.

Fonte: Jetss

 

Blog Sicoob Credpit

Postado por Blog Sicoob Credpit

Este blog é um canal de comunicação oficial do Sicoob Credpit - www.sicoobcredpit.com.br

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *