Documentos, outros gastos, financiamento de carro particular e onde vale a pena contratar.

 

O financiamento é uma das modalidades de compra a prazo mais populares no Brasil, principalmente, na hora de adquirir a casa própria ou um carro novo. Ainda assim, é comum haver dúvidas sobre o processo. E, para fazer um bom negócio, vale a pena esclarecê-las antes.

Você sabe, por exemplo, quanto você precisa ganhar para financiar o carro ou a moto que você quer comprar? Sabe quais são os documentos que precisa apresentar para a aprovação de um financiamento? Já planejou todos os custos que vai ter além das parcelas? Sabe onde pode contratar um financiamento automotivo com taxas menores e outras vantagens?

Acompanhe a seguir as respostas a essas e outras dúvidas sobre o financiamento de veículos.

1 – Quem pode fazer um financiamento de automóvel?

Em primeiro lugar, é válido saber que, quem tem entre 20 e 70 anos tem mais facilidade de conseguir a aprovação de um financiamento. Jovens entre os 18 e os 20 anos (com baixo histórico de compras) ou pessoas maiores de 70 (que representam maior risco), geralmente, precisam de um avalista, com parentesco de primeiro grau, para comprovar sua capacidade de compra do bem.

A situação do seu orçamento também influi na concessão do financiamento. Quem está negativado pode encontrar maior dificuldade na aprovação (exceto funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS, que podem ter parcelas descontadas direto na folha). Além disso, parcelas pendentes de outras compras também são avaliadas, assim como sua renda total. Entenda melhor a seguir:

2 – Quanto é preciso ganhar para financiar um veículo?

De acordo com a lei, o financiamento de veículos deve respeitar o limite de 30% da renda do solicitante. Exemplo: uma pessoa que ganha um salário de R$ 3.000, deveria pagar pelo financiamento uma prestação de no máximo R$ 900 mensais. Essa é uma das razões para a avaliação de renda e de dívidas pré-existentes.

De todo modo, em alguns casos, pode ser considerada a renda familiar para estabelecer a prestação mínima. Mas é preciso ficar atento para não comprometer o orçamento de toda a família. O ideal é estudar suas contas previamente. Se necessário, faça simulações online para ter uma noção aproximada. E planeje-se para dar uma boa entrada e para quitar com tranquilidade o seu financiamento.

3 – Além das parcelas do financiamento, há outros gastos?

Sim, e é importante ter atenção a este ponto. É visível, por exemplo, que muitos vendedores tentam atrair os clientes com promoções de financiamento sem entrada. Mas essa opção faz com que se multiplique a quantidade e o valor das parcelas, aumentando o preço final do automóvel.

Ou seja, não adianta observar apenas se as prestações mensais cabem no seu bolso. É importante verificar o Custo Efetivo Total (CET) da operação para saber exatamente o que você vai pagar.

Além disso, considere também que a aquisição de um novo veículo costuma incluir gastos com emplacamento e licenciamento ou vistoria e transferência. Enquanto o uso do automóvel em si gera despesas com combustível, manutenção, impostos, etc. É bom planejar seu orçamento para incluir esses custos, além das parcelas do financiamento.

4 – Quais são os documentos necessários?

Basicamente, para solicitar um financiamento automotivo é necessário apresentar:

• RG, CPF e Carteira Nacional de Habilitação (CNH);

• Comprovante de residência;

• Comprovante de estado civil;

• Comprovante de rendimentos atualizado.

Mas ao longo do processo de avaliação, a instituição financeira concessora do financiamento pode solicitar outros documentos e comprovantes, a depender do caso.

5 – Como financiar um carro particular?

O financiamento de veículos seminovos, ainda que sejam de particulares, é bastante similar ao da compra de um carro novo. Nesse caso, após a avaliação do comprador para definição de condições do financiamento, a instituição financeira faz o crédito direto para o proprietário do carro ou moto. Para tanto, é preciso incluir entre os documentos apresentados, os do vendedor particular, assim como os documentos do veículo.

Mas, na realidade, a principal diferença na compra de um veículo particular está no processo prévio ao financiamento. Algumas dicas:

• Pesquise o preço médio do veículo em sites especializados em anúncios de seminovos, para ter uma comparação;

• Consulte a placa e o Renavam do automóvel no site do DETRAN (em Situação de Veículos);

• Consulte pela placa do veículo também no aplicativo Sinesp Cidadão, para checar ocorrências de furto, roubo ou clonagem;

• Se possível, peça uma vistoria cautelar veicular ou peça a ajuda de um mecânico para assegurar-se do estado do carro ou moto.

6 – Onde é mais vantajoso contratar o financiamento?

Por comodidade, há quem busque direto a montadora ou o banco em que já possui conta na hora de financiar o carro novo. Mas vale a pena pesquisar e comparar outras ofertas e condições.

Você sabia, por exemplo, que em cooperativas financeiras é possível financiar veículos com taxas bem menores do que você encontra em bancos comuns?

Integrantes do Sistema Financeiro Nacional, as cooperativas de crédito (também chamadas de cooperativas financeiras) oferecem produtos e serviços similares aos de bancos comuns.

Só que as cooperativas não visam ao lucro. Visam ao benefício de todos os seus associados. Aliás, em uma cooperativa, todos os associados podem participar das decisões da instituição e também das sobras, em caso de resultados positivos. Ou seja, ter conta em uma cooperativa financeira é um jeito de economizar e ganhar mais.

Fonte: O Seu Dinheiro Vale Mais

Devido a vantagens como essas, vale a pena incluir as cooperativas financeiras na sua pesquisa. Um bom exemplo a se levar em consideração é o financiamento automotivo oferecido pelo Sicoob Credpit. Confira em uma de nossas agências, compare as condições e faça o melhor negócio para o seu bolso.

Blog Sicoob Credpit

Postado por Blog Sicoob Credpit

Este blog é um canal de comunicação oficial do Sicoob Credpit - www.sicoobcredpit.com.br

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *