Quanto juntar, como se organizar e economizar para ficar tranquilo em imprevistos.

 

Quem nunca passou por uma emergência financeira? Seja por conta de uma demissão, de um problema de saúde ou por outras diversas razões, não há como evitar que nos deparemos com imprevistos. E nada melhor, para resolver situações assim, do que ter uma Reserva de Emergência.

A Reserva de Emergência é um montante de dinheiro que todo mundo deveria ter guardado para urgências financeiras. Quanto? Isso varia por pessoa, como você verá adiante.

Para começar, o importante é entender que a Reserva de Emergência é uma quantia que pode te ajudar a superar períodos difíceis ou inesperados. Acompanhe mais:

Por que todo mundo precisa ter uma Reserva de Emergência?

Ninguém está livre de imprevistos. Contudo, uma pesquisa do Datafolha de 2017 revelou que 65% dos brasileiros não tem uma reserva financeira para enfrentar essas situações de emergência – um dado preocupante.

Outro levantamento, realizado pelo Insper, revelou que o Brasil está entre os países com maior índice de imediatismo em todo o mundo. Ou seja, a maioria dos brasileiros prioriza o agora, sem se preocupar em poupar para o futuro.

Nesse caso, se a pessoa perde o emprego, por exemplo, pode acabar tendo dificuldades para quitar suas contas mensais e criando dívidas. Ou, se tem um problema de saúde grave, pode vir a precisar de um empréstimo.

Por outro lado, quem tem uma Reserva de Emergência evita dívidas e empréstimos e pode ficar mais tranquilo caso um imprevisto como esses aconteça, sabendo que conseguirá manter o equilíbrio da sua vida financeira.

Quanto dinheiro é preciso juntar?

A quantia que é preciso juntar em uma Reserva de Emergência varia de pessoa para pessoa porque deve ser de acordo com seus gastos mensais. Especialistas em finanças recomendam que esse fundo deve conter um valor que sustente entre 6 e 12 meses das suas despesas mensais.

Quer saber por onde começar? Pela análise das suas contas, descobrindo onde é possível poupar e juntando um pouco de cada vez. Também é bom lembrar que, quanto mais você conseguir economizar nessa Reserva, mais tranquilo pode ficar, mesmo em casos mais graves, como acidentes, cirurgias ou desemprego prolongado.

Como começar a se organizar?

O primeiro passo é analisar suas despesas mensais com atenção. Aliás, o ideal é começar a acompanhar seus ganhos e gastos com mais frequência, fazendo um controle mais próximo para conseguir planejar-se melhor e economizar.

Se você tem dívidas, sua prioridade financeira deve ser, antes de tudo, quitá-las. Entenda também quais são seus gastos essenciais, supérfluos e desperdícios. Uma análise aprofundada do seu orçamento pode te ajudar a identificar algumas despesas com as quais pode começar a economizar.

Para organizar e planejar melhor suas contas, você pode registrar tudo em uma planilha financeira, como a que disponibilizamos no final deste e-book gratuito. Ou pode até contar com um aplicativo de controle financeiro direto no seu celular, como o Sicoob Minhas Finanças, que te ajuda a definir metas de gastos e planejar sonhos.

Como economizar para ter uma Reserva de Emergência?

Acompanhe algumas dicas práticas que podem ajudar a economizar para começar a juntar dinheiro para situações de urgência:

  • Economize água e energia – não deixe torneiras pingando, reduza o tempo de banho, apague as luzes, seque as roupas ao sol e atenção ao ar-condicionado.
  • Assista tutoriais e aprenda como você mesmo pode fazer alguns consertos simples, decorações, etc.
  • Prefira comer em casa do que ir a restaurantes e, se for viável, leve marmitas para o trabalho ou, pelo menos, alguns lanches para comer entre as refeições.
  • Considere fazer uma horta em casa para ter alguns alimentos e temperos frescos à disposição.
  • Reveja as assinaturas que você tem (jornais, revistas, TV a cabo, clubes de vinhos, de livros, etc.).
  • Reveja seus planos de telefone, de internet e também os gastos com sua conta bancária (serviços, cartões, etc.). Se preciso, negocie ou busque alternativas mais competitivas. Considere também as vantagens das cooperativas financeiras.
  • Use o cartão de crédito com consciência, acompanhando seus gastos com frequência e planejando-se para quitar sempre o valor total da fatura.
  • Evite compras por impulso.
  • Não ignore os pequenos gastos. Acompanhando por apenas alguns dias tudo que gastamos, é possível perceber o quanto as pequenas despesas podem ser representativas. Faça um cofrinho para tentar economizar essas pequenas quantias e veja como elas se multiplicam

Onde guardar a Reserva de Emergência?

Já que o objetivo da Reserva é ser usado em caso de urgências, o ideal é escolher aplicações que tenham boa liquidez e não estejam sujeitas a impostos em caso de retiradas inesperadas.

Quer dizer, se você investe sua Reserva de Emergência em um imóvel, por exemplo, não será tão fácil ter acesso a ela em casos imprevistos, certo? Ou se você escolhe um investimento que cobra impostos pela retirada, pode acabar perdendo dinheiro.

Assim, a poupança é uma das aplicações mais recomendadas para guardar a Reserva de Emergência. Apesar do rendimento da poupança não ser alto, as retiradas podem ser feitas a qualquer momento, geralmente, sem cobranças.

Você também pode fazer o dinheiro que poupa para sua Reserva render mais aplicando-o em um título do Tesouro Direto, em um CDB, em um RDC ou em uma Letra de Crédito, mas é preciso estar atento às regras de liquidez e de cobranças de cada uma dessas aplicações.

Quando usar a Reserva de Emergência?

Como o próprio nome diz, esse montante deve ser usado em casos imediatos e inesperados. Alguns exemplos:

  • problemas de saúde graves;
  • acidentes;
  • desemprego;
  • reposição de bens necessários.

Comece já a economizar para a sua e fique mais tranquilo em situações assim.

Fonte: O Seu Dinheiro Vale Mais

 

 

Blog Sicoob Credpit

Postado por Blog Sicoob Credpit

Este blog é um canal de comunicação oficial do Sicoob Credpit - www.sicoobcredpit.com.br

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *