Tendências de viagens pós-pandemia e dicas para ter mais segurança.

 

Em pesquisa realizada ano passado pela plataforma Booking, 65% dos turistas afirmaram esperar ansiosamente o momento de voltar a viajar. Porém, 53% disseram não se sentir confortáveis com a ideia de viajar até que haja uma vacina ou tratamento eficaz contra a Covid-19. Passado já o primeiro mês do novo ano, fica ainda a questão: é seguro viajar em 2021?

Apesar de parecer simples, a resposta a essa pergunta vai muito além do “sim” ou “não”, envolvendo vários fatores, desde os contextos nacional e regional até suas próprias atitudes e precauções antes e durante a viagem.

É preciso considerar, por exemplo, que mesmo com o início da vacinação, a diminuição da taxa de contágio só pode ser atingida quando se alcança uma boa proporção de pessoas vacinadas, garantindo a imunização coletiva (ou de rebanho). Especialistas de saúde opinam que, no Brasil, isso provavelmente deve ocorrer apenas no final de 2021 ou início de 2022.

No entanto, desde que as medidas de isolamento social começaram a ser levantadas no país, em meados do ano passado, o mercado turístico brasileiro já começou a retomar gradativamente suas atividades.

Além disso, para incentivar o reaquecimento do setor, muitas companhias aéreas e empresas de turismo passaram a oferecer descontos e condições especiais.

Você tem planos de viajar ainda este ano? Já está com as passagens compradas? Não vê a hora de arrumar as malas?

Então, confira algumas boas práticas para viajar em 2021 com mais segurança:

Para onde viajar com mais segurança?

Viajar para o exterior, certamente, rende ótimas experiências. Mas o mesmo pode ser dito sobre as viagens nacionais. Ainda mais quando falamos de um país de dimensões continentais como o Brasil.

Para quem quer viajar em 2021, vale a pena considerar ainda que, para destinos internacionais, além do teste PCR e/ou vacina, pode ser exigida também a contratação de um seguro de viagem com coberturas médicas e/ou ambulatoriais. Enquanto em viagens nacionais é possível contar com um plano de saúde já contratado ou, ainda, com a cobertura do SUS.

Outro fator a se considerar é que fazer viagens pelo Brasil ajuda a estimular a economia nacional, o que acaba retornando, de uma forma ou outra, para toda a população.

A pesquisa da Booking demonstra ainda que a preferência por destinos nacionais é uma das tendências de viagem pós-pandemia, já que essa pode ser uma forma mais fácil, segura e sustentável de conhecer novos lugares, desconectar e fazer turismo.

Meios de transporte

Pelo limitado número de passageiros, viajar de carro é uma das formas mais seguras – em termos de saúde – de deslocar-se até (e no) seu destino. Por sua vez, viagens de ônibus podem ser mais baratas e sustentáveis. Enquanto uma viagem de avião, apesar de ser a opção menos sustentável, permite cruzar grandes distâncias em tempo reduzido.

A escolha entre cada um desses meios de transporte depende, é claro, da distância do destino, do seu orçamento, do tempo que tem disponível, entre outros.

Em todo caso, se a viagem não for em um automóvel particular, é fundamental verificar se a empresa de transporte segue todas as medidas de limpeza dos veículos e de distanciamento seguro dos passageiros.

Vale a pena tomar um tempo para buscar informações ou contactar a companhia escolhida para saber quais as medidas de limpeza e segurança adotadas.

Cancelamento grátis

Em um contexto ainda permeado por incertezas, ter atenção às condições oferecidas por companhias aéreas, empresas de pacotes turísticos, hospedagens, atrações, etc. é imprescindível.

Nesse sentido, uma boa dica é dar preferência a reservas e tickets reembolsáveis e/ou que permitem cancelamento gratuito. Existem também algumas empresas que oferecem um crédito para ser aproveitado em outra viagem, em outra data.

Na hora de fazer suas escolhas, considere o custo-benefício de opções assim, que permitam adequar seus planos, preferencialmente sem custos, caso seja necessário.

Limpeza e segurança em primeiro lugar

Outra boa dica para viajar em 2021 com mais segurança é considerar os fatores limpeza e distanciamento social em todas as suas escolhas.

Optar, por exemplo, por destinos menos frequentados, como pequenas cidades do interior e/ou remansos rurais, pode ser uma boa forma de garantir, naturalmente, um maior distanciamento social.

Dar preferência a quartos privados, no caso da hospedagem em hostel, ou ao aluguel de propriedades inteiras (em vez de somente um quarto), no caso de plataformas como o Airbnb, também são formas de garantir mais segurança ao escolher essas alternativas de hospedagem.

Além disso, é recomendável ficar de olho nas medidas de higiene e distanciamento adotadas por hospedagens e por serviços, como bares, restaurantes, atrações turísticas, etc. Afinal, checar a limpeza e segurança dos locais visitados nunca é demais e, atualmente, é ainda mais importante.

De acordo com a mencionada pesquisa da Booking, esses tipos de comportamentos preventivos se tratam, aliás, de uma tendência; uma vez que:

  • 79% dos turistas de todo o mundo afirmaram que, devido à Covid-19, terão mais precauções em suas próximas viagens;
  • 70% disseram que só reservarão alojamento se as medidas de saúde e higiene forem claras e 75% preferirão os alojamentos que usem produtos antibacterianos e desinfetantes;
  • 70% espera que as atrações turísticas se adaptem para permitir maior distanciamento físico entre os visitantes.

Cuide de si e de todos

Usar máscaras descartáveis ou corretamente higienizadas, lavar as mãos com frequência, usar álcool em gel para desinfectar as mãos após tocar em objetos e móveis de múltiplo acesso e manter uma distância de pelo menos 1,5 m. com os demais são atitudes que ajudam a prevenir a sua saúde e da sua família, além do bem-estar de todos.

Criar esses tipos de hábitos pode parecer difícil no começo, mas se é para proteger a saúde daqueles que você mais ama (e também dos demais), o resultado compensa, não é mesmo?

Vale notar ainda que esses tipos de cuidados não te impedem em nada de aproveitar a viagem. É só ter um pouco mais de atenção e viajar com mais segurança.

Evite aglomerações

Outra boa dica para viajar em 2021 sem deixar de proteger a sua saúde e a dos demais é evitar espaços com grande concentração de pessoas ou, pelo menos, evitar os horários com maior afluxo de gente.

Pesquise antes sobre os horários de abertura e a afluência de pessoa dos lugares que desejar visitar e planeje-se para ir até esses locais em horários menos concorridos. No próprio Google Maps é possível encontrar essas informações, em muitos casos.

Dar preferência a espaços ao ar livre e atrações que permitam maior distanciamento social também contribuir para garantir mais segurança em suas próximas viagens.

EXTRA: VIAJE GASTANDO MENOS

Baixe grátis o e-book Viaje gastando menos atualizado e descubra técnicas para economizar desde a escolha do destino até a organização da mala e os passeios no local.

Gostou dessa dica? Cooperação começa por aqui, compartilhe esse conhecimento.

Fonte: O Seu Dinheiro Vale Mais

 

Garanta a viagem dos seus sonhos com um consórcio do Sicoob Credpit. Faça uma simulação e conheça as vantagens.

Blog Sicoob Credpit

Postado por Blog Sicoob Credpit

Este blog é um canal de comunicação oficial do Sicoob Credpit - www.sicoobcredpit.com.br

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *