Como melhorar os resultados do caixa do seu negócio.

 

Como andam os resultados do caixa da sua empresa? Você tem tido lucro? Seus ganhos têm sido suficientes para pagar a remuneração de todos e reinvestir no negócio para que continue a crescer? Se você deseja melhorar seus rendimentos, acompanhe:

Para aumentar os dividendos de qualquer tipo de negócio, a fórmula é relativamente simples: diminuir as despesas e aumentar as receitas. Contudo, há vários fatores envolvidos nessas duas premissas.

Em muitos casos, a falta de informação sobre o que se gasta e o que se ganha é um dos principais entraves para o aumento da lucratividade. Há empresas que abrem mão, por exemplo, do controle de entradas e saídas ou que ignoram a necessidade de uma avaliação frequente de performance, prejudicando a análise da saúde financeira do negócio.

Quer saber como aumentar seus ganhos e melhorar os resultados do caixa da sua empresa? Confira estas 6 dicas fundamentais:

1  – Identificando problemas com despesas 

  • Examine o regime tributário em que a empresa está enquadrada e estude se há outras opções mais vantajosas.
  • Confira os gastos com funcionários, levando em conta o retorno de cada um para a empresa.
  • Analise os gastos com mão de
  • Revise os contratos com fornecedores. Se necessário, negocie com seus parceiros ou busque novas opções.
  • Verifique se há equipamentos subutilizados. Se for o caso, considere a revenda ou o aluguel.
  • Se necessitar de um novo equipamento ou tecnologia, considere se é melhor comprar ou alugar.
  • Observe os gastos com marketing/publicidade e o retorno das divulgações.
  • Reveja seus gastos com despesas bancárias e seus dispêndios com meios de pagamento.

Leia também: É vantajoso abrir conta PJ em cooperativa?

 2  – Identificando problemas com receitas 

  • Avalie o mix de produtos/serviços, considerando qualidade, variedade, preços de compra e venda e quantidade estocada.
  • Considere a quantidade e qualidade de vendas de cada funcionário. Pondere a necessidade de oferecer treinamentos e atualizações.
  • Revise os contratos com clientes (caso existam), verificando prazos e valores.

Nesta etapa de identificação de problemas, também é válido parar um momento para refletir com a cabeça do seu público. Quer dizer, imagine que você é o consumidor (ou peça a opinião de seus próprios clientes) e tente identificar pontos que poderia melhorar para aumentar suas vendas.

3  – Controle de entradas e saídas 

Seja qual for o tamanho do seu negócio, manter um controle frequente do fluxo de caixa é fundamental. Também é importante ser minucioso com esse processo, incluindo desde investimentos significativos até os pequenos gastos do dia a dia. Muitas vezes, essas pequenas despesas podem fazer a diferença no resultado do caixa da sua empresa.

O fluxo de caixa também deve incluir:

  • descrição dos gastos;
  • data de realização;
  • prazo de pagamento;
  • data real de quitação;
  • prazo de recebimentos;
  • descrição das vendas;
  • prazo de entrega;
  • prazos internos.

Há empresas que adotam, inclusive, metodologias para controle financeiro mais rigoroso, como é o caso do Orçamento Base Zero (OBZ), abordagem que, em vez de levar em conta a base orçamentária do ano anterior, parte do zero, estimulando a repensar cada uma das despesas do negócio.

4  – Atenção à precificação

 Muita gente acredita que, para aumentar os ganhos, é preciso aumentar os preços. Mas nem sempre é assim. Às vezes, o que funciona é justamente o oposto: abaixar os preços, para ganhar no volume de vendas. Como descobrir a melhor estratégia?

  • Além do preço de cada produto, considere seus custos (compra, estoque, entrega, impostos, etc.). Quanto você ganha ao final com cada item vendido?
  • Faça uma comparação com a concorrência. O preço dos seus produtos/serviços é competitivo? A qualidade é correspondente?
  • Questione-se: você tem uma base fiel de consumidores que continuariam comprando seu(s) produto(s)/serviço(s) mesmo se o preço fosse maior?
  • Para saber se a redução de preços pode influir positivamente no volume de vendas, faça uma promoção.

Leia também: Máquina de cartão: um impulso para pequenos negócios.

5  – Controle de prazos e pagamentos 

Sua empresa tem um controle de contas a pagar que indique os vencimentos de forma adequada? Atualmente, existem aplicativos e outras ferramentas que incluem até alertas para você não perder os prazos. Afinal, nada pior do que gastar mais pelo atraso no pagamento.

Outra boa dica para controlar melhor seus pagamentos é agrupar as contas em determinadas datas. Essa estratégia ajuda a organizar melhor seus processos e a reunir informações sobre as despesas pagas.

6  – Inverta fórmulas 

Você já deve saber que a fórmula para apurar o lucro é subtrair as despesas das receitas. Ou seja: receitas – despesas = lucro. Porém, você também pode inverter essa conta para repensar seus gastos. Tente fazer o cálculo assim: receitas – lucro = despesas. Afinal, quanto você deveria ter de despesas para que seus ganhos sejam satisfatórios?

Inverter fórmulas e pensar “fora da caixa” muitas vezes é uma maneira de encontrar soluções inovadoras. Considere novas alternativas. Pense com a mentalidade de dono, mas também com a cabeça do cliente. Foque na organização e no planejamento empresarial, deixando espaço também para novas ideias. Mantenha-se informado sobre o mercado e a concorrência, mas fique atento, antes de tudo, às necessidades e desejos dos consumidores. Na hora de aumentar os ganhos da sua empresa, tudo isso pode fazer a diferença.

Aliás, que tal inverter sua forma de pensar em lucros? Conheça as vantagens de empreender cooperando.

Fonte: O Seu Dinheiro Vale Mais

 

 

Blog Sicoob Credpit

Postado por Blog Sicoob Credpit

Este blog é um canal de comunicação oficial do Sicoob Credpit - www.sicoobcredpit.com.br

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *