Dicas de investimentos: por onde começar a investir?

Iniciar no mundo dos investimentos pode ser mais simples do que você imagina. Começar a investir devagar, porém sem perder o ritmo, é um dos principais pontos para manter os pés no chão e o seu patrimônio protegido.

Figura1

Coloque a casa em ordem, organize sua vida financeira

Antes de tudo, é preciso organizar a vida financeira. Afinal, você deve investir apenas aquilo que sobra da sua renda mensal, objetivo que só é conquistado a partir do momento em que se passa a gastar menos do que se ganha.

Quite todas as dívidas existentes ou renegocie as mesmas. Os gastos sazonais também devem ser diluídos na renda mensal para evitar surpresas. Repense suas necessidades de consumo e gastos supérfluos.

Não desista, mesmo que tenha pouco dinheiro

Ao acertar as dívidas e estabelecer uma relação mais saudável com a sua renda mensal, é possível começar a planejar o futuro.

Pode ser que não sobre muito no começo, mas é possível investir com pouco dinheiro. Você poderá iniciar investindo 100% da sua renda extra, como: horas extras, comissões, bônus, férias, 13º salário, restituição do IR, trabalhos extras etc. O importante é manter o foco!

Defina objetivos claros

A motivação para não sair da rota virá dos objetivos que você definir no curto, médio e longo prazo. Para cada objetivo, existe uma estratégia de investimento mais indicada (ou uma combinação delas). Tudo vai depender do prazo pelo qual seu dinheiro poderá ficar aplicado.

Você deseja constituir uma reserva de emergência para se proteger do risco de perder o emprego? Está pensando em sair do aluguel e comprar a casa própria? Entende que é hora de se preparar para uma pós-graduação fora do País? Quer economizar para a faculdade dos filhos? Sua prioridade é assegurar uma aposentadoria tranquila?

Cuide de seus investimentos

Para cuidar das suas finanças pessoais, e de seus investimentos, é indicado estudar bastante o mercado e também contar com o apoio de uma instituição financeira ou corretora. Avalie mais de uma opção, pois as taxas de administração diferem bastante.

Tanto os bancos como as corretoras serão responsáveis por fazer um diagnóstico na sua vida financeira e identificar não só seu potencial de investimento como o seu perfil de investidor.

Diversifique seus investimentos para potencializar ganhos

Lembre-se que aplicações que oferecem maior possibilidade de retorno, também apresentam maior grau de risco. Se precisar do dinheiro no curto prazo pode acabar amargando perdas em um cenário econômico ruim.

Diversificar investimentos para compor um ganho mais eficiente é uma boa estratégia para encontrar um ponto de equilíbrio. Assim, se um investimento não estiver apresentando bom desempenho, o resultado pode ser compensado por outra aplicação com melhor performance.

Fonte: Finanças Práticas

 

 

poupanca2017_banner_estatico_interno_960x260px_final